Trabalho em grupo…

Não. Este post não vai te explicar passo-a-passo como é que se faz um bom trabalho em grupo. Na verdade, como eu não tenho mais nada pra fazer agora, vou falar sobre um trabalho de Ed. Física (aquele que eu falei no post anterior). Adivinha em que grupo eu tô!!! No de Nildeanne (também falei dela no post anterior)!! A mais palhaça da turma. E já sei que tipo de dança a gente vai apresentar: reggae. Só tenho um pouco de medo de o pessoal do grupo não levar o trabalho a sério e a gente acabar não apresentando. Mas até que esses trabalhos em grupo são bons. Ainda mais porque esse pode ser o meu último ano naquela escola (ainda bem!!! Por outro lado é triste). Conclusão da 8ª série. Como disse Catherine: “Esse pode ser o nosso último ano em que estamos todos juntos. Depois que acabar, não se sabe quem vai continuar ‘por perto’”. Sabe, eu até poderia estar super animada porque ano que vem (quem sabe) não vou mais estudar lá, já que estudo lá desde o jardim. Mas acho que não tô mais tããão ansiosa pra sair, já que conheço praticamente todos, e foi lá que passei os melhores momentos (nem todos) da minha vida. Claro que todos tivemos brigas, intrigas, discussões e até choro, mas também tivemos alegrias, brincadeiras e gargalhadas (e aqueles corinhos que se formam na aula de um professor ou outro, que ficam cantando várias músicas). Quantas vezes nós rimos das palhaçadas de Nildeanne, que ficava cantado a música Billa Billu (é assim que se escreve??) ou então a música do palhacinho atrapalhado?? Eu perdi a conta!! Gente!!! Me lembrei do dia que, sem querer, derrubei a janela da sala!! Ainda tenho na memória a imagem da janela se quebrando todinha lá embaixo, no chão. Bem, de um jeito ou de outro, ela ainda ia cair. Ela tava qubrada mesmo. Só assim pra irmã Nazaré ir mandar botar outra janela. Quantas vezes tivemos que agentar a irmã Nazaré dando bronca na gente, ou por causa do barulho, ou então por causa do barulho?? Também perdi a conta. A gente era (e ainda é) tão bagunceiro que teve uma vez ano passado que a porta da nossa sala apareceu quebrada e, como nossa sala teve a coincidencia de ter sido a última sala a sair no dia anterior, adivinha quem levou a culpa?? Nós!! Apesar de uns alunos da 8ª do ano passado terem chutado bastante a porta quando saíram e nessa hora a gente ainda tava lá, em aula, em levou a culpa fomos nós, porque fomos a última turma a sair do colégio. Adivinha o resultado: sem recreio e sem o direito de descer pra ir beber água ou pra ir ao banheiro. Ou seja: não podíamos sair da sala de aula por cinco horas de relógio. Ainda bem que foi só um dia. Até hoje não sei quem quebrou a bendita porta, mas ela ainda tá lá, remendada, mas tá lá. Por enquanto é só. Bjuusss!!!!

Um comentário:

LDN disse...

oie amr .y
respondendo ao seu comentário de um século atrás lá no meu blog.. é, mais deu rolo ae e eu não tenho criatividade -prontofalei D: mas stou ainda trabalhando no primeiro capítulo e já fiz a sinopse :D a cidade vai ser broderick *-* é um nome de um ator ae de um filme da minha mãe rs talvez vou publicar na semana que vem õ/ e adorei esse post, raxei com a história da janela lá, no msn rs

bjs :*

Postar um comentário

 
Template Rosinha|Templates e Acessórios